(19) 3814-3400 (Recepção)
(19) 3814-3400 (Recepção)

Dia do Profissional da Saúde e Dia Mundial do Enfermeiro

Dia do Profissional da Saúde
Dia Mundial do Enfermeiro

Estamos habituados a passar despercebidos no dia a dia do tratamento dos doentes, sobretudo nos Serviços de Urgência onde as pessoas precisam de atenção e a doença eminente raramente deixa espaço para a simpatia, uma excelente oportunidade de trabalharmos a nossa empatia.
Essa pandemia nos colocou sob os holofotes, passamos a ser protagonistas e até recebemos o título de heróis de jaleco (aos que usam, praticamente todos os que tem contato com o paciente), mas não nos esqueçamos do pessoal da Dieta e Nutrição, da Farmácia, da Recepção, da Manutenção, da Administração e os agentes de conservação e Limpeza.
Temos muitos heróis aqui, sobretudo heroínas, mas não aqueles e aquelas com poderes extraordinários se colocam a salvar o mundo e as pessoas. Aqui temos super heróis, abnegados, cujo “super poder” é o de colocar em prática aquilo que estudaram por anos à fio. Eis então uma característica comum com a ficção dos quadrinhos: todos sem exceção abrem diariamente mão das suas vidas, para se dedicar aos outros.
Aqui trabalham muitas “Mulheres Maravilha” que além da força para segurar aqueles que temem a injeção, fazem um laço no braço das pessoas para fazer testes exames e saber a “verdade”, disparam o escudo protetor chamado também de Vacina. Há também “Mulheres Gato” que além da graciosidade, que como um Lince estão sempre atentas a cada paciente que entram pela recepção. Há várias “Capitãs Marvel” que correm com extrema velocidade e força movimentam as cargas de medicamentos e outros materiais de um lado a outro nesse hospital. Há “Mulheres Elástico” que para fazer chegar o higienizador de superfícies, esticam seus braços por cada canto dos quartos, salas e corredores. Há “Feiticeiras Escarlate” (de branco) que com o poder da mente, conquistado após a dedicação de ler tantos livros de anatomia, fisiologia, farmacologia outros, agora podem prescrever medicamento que nos permitem lutar conta um mal que está dentro da gente”. Podemos continuar a falar das heroínas, mas pensemos também nos “Super Homens” que com laser verificam temperaturas. Há “Homens Elétricos” que cuidam para que cada ponto de energia esteja funcionando. Há “Hulks” que usam sua força para conformar com suas mãos tubos e cabos para que tudo funcione. Também, “Capitães Américas”, que com sua integridade e patriotismo, defendem com a alma essa instituição.
Sim há aqui neste Hospital, heróis, heroínas, magos, feiticeiras, reis, rainhas, príncipes, princesas, arlequins e bailarinas. Mas, diferente dos personagens, que colocam uma roupa para se disfarçar e viver entre os seres normais, aqui nós, tiramos o jaleco, o uniforme, a máscara e paramentos, para depois disso, continuarmos a ser humanos, com dores, medos e sentimentos, que precisam de carinho e ternura para termos a certeza de que tudo valeu à pena.
Parabéns Profissional de Saúde pelo seu e nosso dia!
Hospital 22 de Outubro – Mogi Mirim