(19) 3814-3400 (Recepção)
(19) 3814-3400 (Recepção)

Medicina Diagnóstica

Diagnóstico por Imagem Cintilografia (Medicina Nuclear)

Cintilografia (Medicina Nuclear)

A Cintilografia é um método de diagnóstico por imagem da área de Medicina Nuclear. Este exame utiliza-se de alguns elementos radioativos que tem afinidade por certos órgãos. Ao ser injetado no paciente, tais substâncias chegam aos órgãos de interesse e emitem radiações que são identificadas pelo equipamento e transformadas em imagens, que são interpretadas pelos especialistas.

Com a evolução da medicina, já estão disponíveis compostos radioativos para quase todos os tipos de órgãos e tecidos do corpo humano. Nosso serviço permite estudo do coração, cérebro, ossos, glândulas tireoides e paratireoides, rins e linfonodos.

Como o exame é bastante amplo, existem indicações, preparos, modos de realização e contraindicações específicas para cada órgão ou tecido estudado, veja abaixo:
Obs.: maiores detalhes são informados no momento da marcação do exame. A cintilografia não pode ser realizada em mulheres gestantes ou que estão amamentando.


● Cintilografia do Coração em Repouso e Estresse:

Como é feito: imagens do coração são realizadas em duas fases (repouso e estresse físico/medicamentoso), sendo iniciadas após 30 a 90 minutos da administração venosa do medicamento. O paciente ficará deitado no aparelho durante 20 minutos em cada fase. As duas fases podem ser realizadas no mesmo dia ou em dias separados, com duração média de 4 horas no total.

Indicações: pacientes com teste ergométrico positivo para isquemia cardíaca, presença de dor torácica possivelmente cardíaca, avaliação anual de pacientes com “stents” ou com “pontes de safena” ou após infarto, e avaliação pré-operatória de cirurgia não cardíaca.

Contraindicações: a fase de estresse deste exame apresenta alguns cuidados relacionados a pacientes que podem apresentar complicações ao teste ergométrico (por exemplo, estenose aórtica importante, ICC descompensada e pacientes instáveis), ao dipiridamol e à adenosina (broncoespasmo, estenose de carótidas graves e/ou bilaterais e bloqueio AV avançado) e à dobutamina (hipertensão grave, arritmias complexas e estenose aórtica importante).


● Perfusão Cerebral (SPECT):

Como é feito: imagens do cérebro são realizadas após 30 a 90 minutos da administração venosa do medicamento, com o paciente em posição deitada por 30 minutos.

Indicações: suspeita clínica ou seguimento no AVC (derrame), Demência (Alzheimer, Múltiplos infartos e Frontotemporal), Doença de Parkinson, Distúrbios Psiquiátricos e Morte Cerebral.

Contraindicações: não há contraindicação.


● Cintilografia Óssea:

Como é feito: pequena quantidade do material radioativo é administrado por via venosa. Imagens imediatas da região em investigação podem ser realizadas quando for solicitado fluxo sanguíneo ósseo. As imagens da fase óssea propriamente dita são adquiridas sob o aparelho por 20 a 30 minutos após 3 a 4 horas da administração do medicamento, com o paciente deitado.

Indicações: seguimento nas doenças oncológicas (mama, próstata, pulmão, renal, outros), avaliação de próteses de quadril/joelho, artrites, doenças do esporte.

Contraindicações: não há contraindicação.


● Cintilografia de Paratireoides:

Como é feito: imagens do pescoço e do tórax são realizadas em 2 fases, após 15 minutos e após 2 horas da administração venosa do medicamento. O paciente ficará no aparelho por 20 minutos em cada fase.

Indicações: na suspeita clínica de tumores hiperfuncionantes de paratireoides (adenoma, hiperplasia, câncer, implantes).

Contraindicações: não há contraindicação.


● Perfusão e Inalação Pulmonar:

Como é feito: imagens dos pulmões são realizadas logo após a inalação do material radioativo (Fase de Inalação) e logo após a administração venosa do medicamento radioativo (Fase de Perfusão), com o paciente em posição deitada por 20 minutos em cada fase.

Indicações: suspeita clínica e seguimento de TEP (tromboembolismo pulmonar).

Contraindicações: não há contraindicação.


● Cintilografia Renal Estática (DMSA):

Como é feito: imagens dos rins são realizadas após 3 horas da administração venosa do medicamento, com o paciente em posição deitada por 20 minutos.

Indicações: acompanhamento de pacientes que tiveram infecções do trato urinário, pós-intervenção cirúrgica renal ou defeitos na formação dos rins.

Contraindicações: não há contraindicação.


● Cintilografia Renal Dinâmica (DTPA):

Como é feito: imagens dos rins são realizadas imediatamente após a administração venosa do medicamento, com o paciente em posição deitada por 40 minutos.

Indicações: em processos obstrutivos renais (hidronefrose, estenose de JUP).

Contraindicações: não há contraindicação.


● Pesquisa do Refluxo Gastroesofágico e Aspiração Pulmonar:

Como é feito: imagens do abdômen são realizadas logo após a administração oral do alimento líquido com a medicação radioativa em pequena quantidade e o paciente fica em posição deitada por 20 minutos. As imagens de tórax são realizadas após 4 e após 24 horas para a pesquisa de aspiração pulmonar e duram 5 minutos cada fase.

Indicações: avaliar a presença de refluxo gastroesofágico (DRGE) e seguimento de portadores de DRGE com manifestação pulmonar.

Contraindicações: não há contraindicação.


● Cintilografia de Tireoide:

Como é feito: imagens da região do pescoço são realizadas após 20 minutos da administração venosa do medicamento, com o paciente em posição deitada por 20 minutos.

Indicações: avaliar a função tireoideana e investigar doenças como: hipertireoidismo, tireoidites, formações nodulares múltiplos ou único, bócio mergulhante; além da avaliação pré-tratamento com radioiodoterapia ambulatorial.

Contraindicações: não há contraindicação.


● Pesquisa do Linfonodo Sentinela:

Como é feito: o procedimento é semelhante para a detecção do linfonodo sentinela no câncer de mama e no melanoma. Em ambas as patologias, o paciente receberá uma pequena quantidade de material radioativo por meio de injeção subdérmica. No caso de câncer de mama, será realizado um ponto de injeção na região periareolar (ao lado dos mamilos). Já para o melanoma, serão realizados de 2 a 4 pontos de injeção (ao redor da região tumoral ou nas bordas da cicatriz).

Indicações: na avaliação pré-operatória (Linfocintilografia) e no intra-operatório (Probe) nas mais variadas doenças oncológicas, sobretudo no câncer de mama e melanoma.

Contraindicações: não há contraindicação.


Tempo de espera para o laudo: 5 dias úteis.


Contate o setor: (19) 3814.3402 | 99921.1023 | 99975.0035


Médicos Responsáveis:

Dr. Leandro Gomes Beato | CRM-SP: 91055

Dr. Juliano Silveira da Fonseca | CRM-SP: 102750

Faça o seu Pré-Agendamento de Exames diretamente pelo site!
Excelência em Saúde.